All fields are required.

Close Appointment form

Touca hipotérmica diminui queda capilar durante tratamento do câncer

  • Home
  • Touca hipotérmica...
Touca hipotérmica diminui queda capilar durante tratamento do câncer
icon
Touca hipotérmica diminui queda capilar durante tratamento do câncer

Nenhum Comentário

Um dos efeitos mais temidos da quimioterapia é a queda de cabelo, que tem grande interferência não só na aparência, mas na autoestima, aderência ao tratamento ideal e também na motivação pessoal.

Uma das principais estratégias para evitar este relevante e comum efeito colateral é a touca hipotérmica que, recheada com gel térmico que atinge -20ºC, atua com o princípio da vasoconstrição. Ou seja, a baixa temperatura estreita os vasos sanguíneos, diminuindo o fluxo de sangue no local. Portanto, a quantidade de quimioterápicos que chega nas células capilares é menor, evitando e diminuindo a queda de cabelos.

Como funciona a touca hipotérmica?
Os pacientes devem colocar a touca 30 minutos antes de receber a quimioterapia. A touca só é eficiente quando está bem gelada, o paciente precisa trocá-la a cada 30 minutos e permanecer com ela de 30 minutos até duas horas após a quimioterapia ter acabado.

Todo mundo pode usar?
Não. Ainda que a touca não tenha efeitos colaterais, ela não funciona em todos os casos. Sendo assim, antes de mais nada, é preciso buscar indicação com o Oncologista.
A touca preserva de 50 a 80% dos fios. No entanto, como a touca é específica para o couro cabeludo, as sobrancelhas, cílios e outros pelos do corpo caem durante o tratamento.

E dói?
Apesar de todas as vantagens, usar a touca causa incômodo nos pacientes, principalmente no início, já que a temperatura é muito fria. Após usar a touca, ainda é preciso tomar certos cuidados, como não lavar o cabelo por uma semana, evitar manusear os fios ou usar secador, chapinha ou qualquer química.

Em nota, o Ministério da Saúde afirma que, por ser um produto, e não um procedimento, a touca não é incorporada ao tratamento quimioterápico ofertado pelo SUS (Sistema Único de Saúde). No entanto, o ministério informa que os hospitais têm autonomia para oferecer o produto aos pacientes, mas a pasta não cobre a compra nem utilização

  • Compartilhe aqui

Posts relacionados

Enviar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *